Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
product

Criar um bom projeto de iluminação para o ambiente de trabalho é muito mais importante do que você imagina. Para garantir a segurança e o bom rendimento dos integrantes da equipe é essencial que as luzes dispostas no ambiente sejam distribuídas de forma que facilite o exercício de suas funções. Obviamente que para cada segmento e exercício, as necessidades são diferentes, mas você sabia que há uma norma que regula a intensidade da iluminação em ambientes de trabalho? Seja para evitar o excesso da luminosidade ou a ausência dela. 

Separamos algumas dicas indispensáveis para você não deixar nenhum detalhe de lado na hora de iluminar o escritório, fábrica, comércio ou restaurante. 

Iluminação adequada e regulamentada

A norma regulamentadora citada acima é a NR17, que descreve algumas instruções a serem seguidas no ambiente de trabalho para ser considerado adequado para as pessoas exercerem suas funções. E algumas destas regras diz respeito à iluminação. São algumas delas:

 

– Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.

– A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa;

– A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.

Vale citar também que em todo o ambiente a iluminação não deve ser inferior a 70%. 

Riscos de uma má iluminação 

O olho humano é capaz de se adequar às mudanças de iluminação de algumas maneiras como pela adaptação das pupilas que abrem e fecham de acordo com a intensidade da iluminação ou pela sensibilidade da retina que percebe a intensidade da luz.

O trabalhador estará sujeito a outros riscos num local que não é devidamente iluminado, chegando a correr risco de acidente em casos de falta de sinalizações adequadas. Existe ainda o fenômeno chamado “estroboscópico”, que pode dar a sensação ao trabalhador de que a máquina está parada quando na verdade está em movimento, quando ela se iguala à luz em frequência de som.

Em escritórios, níveis de iluminação inadequados, má distribuição de iluminação, limitação de ofuscamento/direção da luz e da sombra, cor da luz inadequada, funcionamento deficiente da iluminação podem ocasionar a chamada “fadiga visual”, que é o cansaço dos músculos da visão. Seus sintomas são olhos vermelhos, lacrimejo, contraturas, dor e/ou ardor nos olhos. Fique atento a estes sintomas e procure um médico caso venha a senti-los.

Por isso é importante seguir a risca as normas para garantir o cumprimento delas e principalmente o melhor desempenho e saúde dos que trabalham com você. Um técnico eletricista experiente ou arquiteto podem ajudar muito na hora de criar um bom projeto de iluminação. E claro, bons materiais elétricos, lâmpadas eficientes, de boas marcas que possuem a intensidade certa e longa durabilidade, ajudam muito. E tudo isso você encontra aqui na Rossi Materiais Elétricos!